Google+ (Google Plus)

Ajude a divulgar o MyTraceLog clicando no botão +1.

20 de junho de 2011

Criando uma VM CentOS no Virtualbox

Para iniciar este blog, vou começar postando como criar uma virtual machine (VM) no Virtualbox. Estou usando o Windows 7 64bits como sistema hospedeiro, e irei criar uma VM do CentOS 5.6 64bits como sistema convidado.

Primeiro precisamos fazer os seguintes downloads:
Pode se utilizar o Daemon Tools Lite para emular a imagem do DVD, ou se preferir grave a imagem em uma mídia.

Após efetuar os downloads, instale o VirtualBox e o Daemon Tools Lite usando o método next-next-finish.

Agora vamos criar a nossa VM:
  1. Inicie o Virtualbox, irá mostra a seguinte tela. Click em Novo
  2. virtualbox01.png
  3. É apresentado o assistente de criação da VM, click em Próximo
  4. virtualbox02.png
  5. Preencha no nome da VM, irei chamar de MyTraceLog. Selecione Sistema Operacional Linux e Versão Red Hat (64 bit)
  6. virtualbox03.png
  7. Preencha a quantidade de memória RAM que irá ser alocada para a VM. Por exemplo, 4096 MB (4 GB)
  8. virtualbox04.png
  9. Nesta tela será criado o disco rígido virtual. Mantenha marcado as opções Disco Rígido de Boot e Criar novo disco rígido
  10. virtualbox05.png
  11. É apresentado o assistente de criação do disco virtual, click em Próximo
  12. virtualbox06.png
  13. Mantenha a opção Armazenamento dinamicamente expansível marcada
  14. virtualbox07.png
  15. Defina o tamanho do disco virtual. Por exemplo, 100,00 GB. Como foi marcado a opção Armazenamento dinamicamente expansível na tela anterior, não se preocupe, não irar ocupar 100,00 GB de imediato, será alocado conforme a necessidade. Está definição é apenas para definir quanto o disco virtual pode crescer, logo é interessante definir um valor bem alto
  16. virtualbox08.png
  17. Ultima tela antes da criação do disco virtual, é apresentado um sumário, click em Finalizar
  18. virtualbox09.png
  19. Com o disco virtual criado, é apresentando um sumário com informações da VM, click em Finalizar e sua VM será criada
  20. virtualbox10.png
  21. Podemos ver a VM MyTraceLog criada
  22. virtualbox11.png

Irei apresentar algumas configurações interessantes para melhor desempenho:
  1. Click com o botão direito do mouse em cima da VM MyTraceLog, em seguida, Configurações...
  2. virtualbox12.png
  3. Click em Sistema, em seguida na aba Processador. É possível definir o número de CPUs quer será utilizada, como por exemplo 4
  4. virtualbox13.png
  5. Em Monitor, aba Vídeo é configurado a quantidade de memória de vídeo. 32 MB é um valor suficiente
  6. virtualbox14.png
  7. Em Armazenamento podemos carregar o CD/DVD na VM. Click em Vazio, depois em selecione uma unidade de CD/DVD. No meu caso é a unidade L: da maquina hospedeira. Para usar essa unidade na VM insira a mídia no drive ou carregue a imagem pelo Daemon Tools Lite
  8. virtualbox15.png
  9. Por padrão a placa de rede vem configurado como NAT. Porém, é mais interessante configurar como Placa em modo Bridge. Caso você esteja em uma rede local, qualquer maquina pode se comunicar com a VM, não só a maquina hospedeira. No modo NAT isso não é possível
  10. virtualbox16.png



Como configuramos a rede em modo Bridge não é mais necessário a conexão Exclusiva de Hospedeiro, então podemos remover:
  1. Click em Arquivo > Preferências...
  2. virtualbox17.png
  3. Click em Rede, e remova clickando no ícone com sinal de menos
  4. virtualbox18.png
  5. Será mostrada uma confirmação, click em OK
  6. virtualbox19.png

Finalmente estamos com a VM pronta para instalar o CentOS 5.6. Esse será o assunto para o próximo artigo. Bom é isso pessoal, qualquer dúvida posta um comentário ai embaixo.

Gostou do artigo? Ajude a divulgá-lo clicando no botão +1

3 comentários:

  1. Ola pessoal,

    Okamoto, parabéns pelo artigo.

    Criei a minha máquina virtual conforme está no artigo, no entanto dentro da máquina virtual não consigo visualizar a interface eth0, alguém poderia me dar uma dica da solução para este problema?

    ResponderExcluir
  2. Olá José!

    Na tela de configuração de rede, verifique se os checkboxs "Verificar Placa de Rede" e "Cabo conectado" estão marcados...

    Att,

    Sakamoto

    MyTraceLog - Registro de um DBA
    http://mytracelog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. é interessante remover o modo nat, isso se vc estiver em uma rede local com roteador com ip de sua escolha, mais se você estivo em um computador ou note com um modem 3g de um operadora não é possivel escolher a opção modo bridge ja que o ip é estático. fica a dica !

    ResponderExcluir

Gostou do artigo ? Então comente...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

FeedBurner

DiHITT

BlogToplist

 
Voltar ao Topo